Pular para o conteúdo principal

Curiosidade: A história do jeans.

Eu não conhecia a história do jeans , compartilho com vocês caso também não conheçam.


Em 1567, surgiram os termos "genoese" e "genes" para se referir às calças usadas pelos marinheiros da cidade de Gênova. Elas eram fabricadas na cidade de Nimes, na França. Em 1792, a indústria têxtil de Maryland, nos Estados Unidos, popularizou o uso de um tecido de algodão trançado que chamaram de "denim" por ser semelhante ao tecido fabricado em Nimes (o nome "tecido de Nimes" acabou sendo abreviado para apenas "denim"). Em meados do século 19, os tecidos de Maryland, na cor marrom, passaram a ser utilizados como cobertura de carroças durante a corrida do ouro na Califórnia.


Foi quando o empresário alemão-estadunidense Levi Strauss, ao não conseguir vender seus tecidos na Califórnia por saturação do mercado, teve a ideia de criar um novo uso para o tecido: a fabricação de calças, que eram mais resistentes que as calças então usadas pelos garimpeiros. No início, foi tudo uma experiência. Levi Strauss confeccionou duas ou três peças reforçadas com a lona que possuía, deu-as aos mineradores e o sucesso foi imediato. Altamente resistente, as peças não estragaram com facilidade. Estava criado o jeanswear, o estilo reforçado de confecção, o qual foi, originalmente, destinado a roupas de trabalho. Em 1860, foram adicionados botões de metal. Os rebites de reforço foram patenteados em 1873 por Levi Strauss e Jacob David. Tachinhas de cobre foram utilizadas para dar uma maior resistência aos bolsos que não estavam resistindo ao peso colocado neles. Os pontos críticos das calças foram reforçados, tornando-as mais duráveis. O primeiro lote das calças tinha, como código, o número 501, que acabou nomeando o modelo mais clássico da empresa. Em 1886, foi adicionada a etiqueta de couro.

Peças de jeans são artigos de confecção têxtil destinado ao vestuário que usam, como matéria-prima, tecidos denim. O que podemos chamar de verdadeiro jeans é o de coloração azul, que surgiu por volta de 1890, quando Levi Strauss decidiu tingir as peças com o corante de uma planta chamada Indigus, dando-lhes a cor pela qual o jeans é hoje conhecido. Em 1910, foram adicionados bolsos traseiros. A partir de então, cada vez mais os trabalhadores passaram a usar o jeans para exercer suas tarefas mais árduas e de exigência física. O jeans só passou a ser utilizado no dia a dia no século XX, quando teve seu uso popularizado pelos caubóis dos filmes estadunidenses, pelos soldados estadunidenses na época da Segunda Guerra Mundial, por astros do cinema e da música estadunidenses como James Dean, Marilyn Monroe, Marlon Brando e Elvis Presley e pelos hippies como símbolo de contestação e rebeldia.2

O primeiro estilista a colocar os jeans na passarela foi Calvin Klein na década de 1970. Podemos considerar que o grande feito do jeans foi o caráter democrático do produto: tanto um simples operário quanto pessoas ricas usufruem do tecido azul.

O jeans ganhou outra conotação quando, dentro de sua composição, foi adicionado o elastano, assim dando um melhor caimento. E, depois, houve a inclusão do algodão, com o poliéster e o elastano adicionando, à praticidade do jeans, o brilho do poliéster e o caimento perfeito do elastano.

O jeans só chegou a conquistar o restante da população após a proliferação social do seu conceito como roupa despojada e do cotidiano, sem perder seu charme e elegância. O estilo de calças rasgadas também é conhecido como "Bear Wear Band". É um estilo que visa a unir o novo ao velho. A parte frontal da calça passa por um teste de desgaste e, depois, é unida à parte traseira intacta.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jeans

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIY- Faça você mesmo: Diluidor de maquiagem caseiro.

Seu delineador em gel secou? sua sombra cremosa esta "dura"?
Bateu aquele desespero? Quer dar um jeito sem gastar muito?
Hoje no mercado encontramos uma diversidade de diluidores de maquiagem , mas a grande maioria tem o preço bem salgado.
Mas não se preocupe é possível fazer um diluidor caseiro.
Para isso vamos precisar de : glicerina líquida ( encontrada em farmácia) e água mineral e um frasco para colocar  a mistura ( eu prefiro aqueles vidros com spray para borrifar mas pode ser o que tiver em casa, além disso como não contém conservantes faça em pouca quantidade para não estragar.
Como eu uso: borrifo no pincel e aplico nas sombras e pigmentos pois isso intensifica o tom do produto. Eu sempre dou uma borrifada no pincel .

A proporção é três medidas de água para 1 medida de glicerina.






Barato X Caro : Hidratante labial Carmed X Carmex.

Oie, tudo bem?
Como já mencionei sou viciada em hidratantes labiais .
Hoje venho mostrar pra vocês duas opções muito parecidas porém diferentes no preço.
Desde que conheci o Carmex virou amor, mas ele tem um preço salgadinho ( paguei R$40,00)
É um produto que hidrata muito os lábios e tem um cheirinho de cereja e deixa os lábios hidratados por um bom tempo.
Dias atrás estive na farmácia e conheci o Carmed que inclusive tem uma embalagem bem parecida, porém comprei em uma promoção e paguei R$5,99.
Também possui cheirinho de cereja, também hidrata bem os lábios.
Porém na minha opinião a hidratação do Carmed dura menos tempo nos lábios mas também acho que pelo valor , vale muito a pena investir no primo baratinho.
As duas embalagens possuem 10g


Xiii, acontece ! Micose de unha.

Oie, tudo bem?
Esse é um assunto chato, afinal ninguém espera passar por uma situação dessa .
A micose de unha é algo chato mas que pode acontecer com qualquer pessoa e por várias razões.
É uma infecção causada por fungos, que deixa a unha amarelada ou esbranquiçada, deformada , grossa , podendo até descolar da pele.
As causas mais comuns dessas micoses é por andar descalço em piscinas , banheiros públicos, pelo uso de sapato apertado e até pelos materiais usados em manicures ( no caso das unhas das mãos). Como tratar? O tratamento da micose de unha é feito com esmaltes antifúngicos ou remédios orais ,ou para aplicação local receitados pelo dermatologista.
O tempo para tratamento pode variar de 06 meses a um ano. Para quem prefere tratamentos caseiros , pode aplicar óleo de cravo duas vezes ao dia. Eu já passei por isso, pelo uso de muito sapato fechado e apertado . E utilizei o Ciclopirox olamina que é um agente antifúngico sintético para tratamento dermatológico tópico de micoses su…